Burel Montain Originals Burel Montain Originals

Sustentabilidade

A Burel Factory surge da necessidade de salvar um património. De o manter vivo e prolongar-lhe uma história que vem de longe. De promover a região da Serra da Estrela, a sua gente, a sua cultura. De difundir uma arte portuguesa de forma responsável. E apresentar um produto autêntico de forma consciente, respeitando a natureza e a montanha que nos deu a origem e o saber.

 

Impacto Social

Em 2010 nascíamos na Serra da Estrela com uma missão: recuperar a indústria do burel e da lã. Recuperar uma fábrica da sua falência eminente, e apoiar uma população debilitada, dependente da cultura de lanifícios que há muito definia aquelas montanhas.

A nossa intervenção passou em primeiro lugar pela revitalização do património, para que este saber antigo não desaparecesse das mãos daqueles que dele dependiam. Reavivamos uma fábrica de lanifícios de uma iminente insolvência, mantivemos os teares antigos e cheios de histórias, e começámos a apostar na população local como forma de as integrar no nosso projeto, de fazer com que se juntassem a nós na ambição de o fazer progredir, valorizar e torná-lo num motivo de orgulho, de trabalho e prosperidade para a região que sempre o acolhera, de forma a criar sustentabilidade económica e social.

Resolvemos apostar na criação de emprego na Vila de Manteigas, de nos empenharmos no seu desenvolvimento e formação profissional, de contextualizar a arte milenar que se transmitia entre gerações para a tornar atual, contemporânea e sinónimo de economia local e nacional.

Garantimos emprego e procurámos atrair mais mão de obra qualificada para a região, promovendo um dinamismo de conhecimento e valorização de um produto local.

Desperdício Zero

Na natureza nada se perde, tudo se transforma. É com base nesta norma universal que trabalhamos.

A Burel Factory defende a política desperdício-zero desde o seu início, com o uso consciente dos seus recursos e desenvolvendo parcerias com artistas, designers e associações de modo a inovar no aproveitamento e valorização da lã, a nossa matéria-prima, e procurando desenvolver grande parte dos nossos produtos a partir de desperdícios, para nos deixarmos surpreender pelos resultados que dão origem a peças únicas e conscientes, e criar o menor impacto ecológico possível. 

 

 
 

A nossa aposta na questão do desperdício passa ainda pela consciencialização desta prática, levando-nos a criar produtos que chamam a atenção para esta questão, como é o caso das Shapes que incentivam a criatividade ao mesmo tempo que despertam para a necessidade de fazer algo pelo bem de todos nós.

A Lã. As Ovelhas.

A nossa aposta continuada na sustentabilidade começa com a lã, com as ovelhas que lhe dão origem e moldam os vales da região da Serra da Estrela desde que há memória.

Para a produção do Burel, tecido feito de 100% lã, recorremos a pastores locais que pastoreiam as ovelhas ao ar livre nos planaltos superiores da Serra da Estrela, onde a erva é mais macia e torna a lã mais suave.

Utilizamos lã de Bordaleira e Churra, duas raças de ovelhas autóctones da Serra, assim como Merino português para as nossas mantas. Procuramos certificar que os nossos fornecedores cumprem com as leis do bem-estar animal, e que a tosquia é feita de forma manual para não causar qualquer constrangimento ao animal. A tosquia é um ato necessário para o seu conforto, ao mesmo tempo que preservamos uma tradição ancestral, mantendo esta cultura ancestral viva no tempo.

A lã é a base de tudo o que fazemos, sem que cause impacto ambiental. É um produto natural e não poluente. Reciclável, renovável e durável. É a lã que nos inspira no desenvolvimento do burel, levando-nos a avançar com a sua reciclagem e criar burel e mantas 100% recicladas, de forma a prolongar ainda mais a sustentabilidade deste produto consciente e transparente na sua conceção.